El Eloim (poema hermético)

A sensação de estar parado produzindo o infinito é demiurgica.